Rádio Nova Salvador FM

(51) 3638-1490 / (51) 99827-7600

Ouça Ao Vivo!Rádio Nova Salvador Ao Vivo

Morre terceira vítima de gripe A

João Gabbardo Reis, titular da Saúde, informou que a vítima era um homem de 66 anos, morador de Dom Pedrito, na Região da Campanha, e não havia sido vacinado.


Rio Grande do Sul registrou a terceira morte por gripe A em 2017, conforme informou nesta quarta-feira (17) o secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis. Assim como nos casos anteriores, a vítima não havia sido vacinada.
De acordo com o secretário, o homem de 66 anos morreu no domingo (14), mas a confirmação de que foi vítima de gripe A, do tipo H3N2, saiu nesta quarta-feira. Ele morava em Dom Pedrito, na Região da Campanha, e tinha doenças respiratórias.
Assim como os outros dois mortos por conta da gripe A no estado, esse homem fazia parte do grupo de risco por dois motivos: a idade, que era superior a 60 anos, e por ser portador de doença crônica.
"Chama a atenção que foi mais um caso de H3N2, o que confirma que esse tipo da doença está afetando mais os gaúchos neste ano", avalia Gabbardo.
A secretaria informa, ainda, que nessa mesma época do ano passado já haviam sido registrados 978 casos de gripe A, sendo 132 óbitos. Até agora, nesse mesmo período de 2017, são 33 casos confirmado e três mortes.
A campanha de vacinação vai até o dia 26 de maio e tem como meta imunizar 90% de cada grupo alvo da doença. O secretário ressalta, também, que a vacina leva cerca de 15 dias para começar a fazer efeito.

Confira quem faz parte do grupo de risco:
- pessoas com 60 anos ou mais
- grávidas e até 45 dias depois do parto
- crianças de seis meses até cinco anos
- portadores de doenças crônicas
- trabalhadores da saúde
- apenados e pessoas que trabalham no sistema prisional
- professores da rede pública e privada
- população indígena
Crédito: G1 RS